YOUR BRAND

Add your tagline.

Melhoramento

Cana-de-açúcar

Processo de Seleção

O PMGCA inicia seu trabalho através dos cruzamentos genéticos que são realizados nas Estações de Cruzamento da Serra do Ouro, Murici-AL e Devaneio, Amaraji-PE , sob a responsabilidade da equipe de melhoristas de cana-de-açúcar da UFAL e UFRPE, respectivamente, com a cotização de recursos e trabalho das demais universidades (RIDESA).

A estação da UFAL situa-se à latitude 9º13'S, 35º50'W a 450 m de altitude, onde a pluviosidade média é de pelo menos 2.363 mm anuais e as temperaturas médias de 18,9 a 27,1ºC. Já a estação da UFRPE situa-se latitude 8º19.8'S, 35º24'W a 514 m de altitude, onde a pluviosidade média é de pelo menos 2.600 mm anuais e as temperaturas médias de 18,92 a 28,15ºC. Essas condições tornam aquelas localidades muito propícia para o florescimento da maioria dos genótipos de cana-de-açúcar, como também para boa fertilidade de pólen.

 

A semeadura e produção dos seeldlings são realizadas nas duas Estações Experimentais da Universidade Federal de Viçosa, quais sejam: CECA e CEPET. Após a seleção, parte dos clones selecionados são plantados em experimentos no CECA e parte enviado as usinas parcerias para início da avaliação dos genótipos em vários municípios de Minas Gerais, sob diferentes condições edafoclimáticas. Somente após a fase 3, ou também denominada fase T3, os melhores são intercambiados com outras universidades que integram a rede, de modo que tais clones possam também ser avaliados em outras regiões do Brasil.

Centro de Pesquisa e Melhoramento de Cana-de-Açúcar - CECA, Oratórios-MG
Central de Experimentação, Pesquisa e Extensão do Triângulo Mineiro - CEPET, Capinópolis-MG
  • Black Facebook Icon

PROGRAMA DE MELHORAMENTO GENÉTICO DA CANA-DE-AÇÚCAR - UFV

REDE INTERUNIVERSITÁRIA PARA O DESENVOLVIMENTO DO SETOR SUCROENERGÉTICO - RIDESA

Todos os direitos reservados